Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O blog da Anacleto

Conta-me histórias

O blog da Anacleto

Conta-me histórias

Quero sempre um abraço

21.01.19,

 

Escrevi este texto sem saber que dia 21 de Janeiro, hoje precisamente, se celebrava o dia mundial do abraço.

Sempre fui fã de abraços e das sensações que eles me traziam. Tenho especial carinho por colocar os braços à volta de outras vidas e partilhar a energia de um movimento.

Sinto os abraços como curas definitivas para dores insuportáveis da vida. 

Faz-me sempre impressão as pessoas que não toleram abraços. Não sei quem é quem não gosta de ter ossinhos todos apertados para depois os sentir acomodarem-se muna névoa de felicidade, que às vezes se torna na única que vão ver quase uma vida toda.

Tantas vezes acredito que nada mais é preciso que um abraço. Os abraços são rolinhos de algodão doce nas feiras populares, são chupa chupas nas festas dos amigos e quando crescemos são pensos rápidos para as nossas feridas. 

São viagens que não terminam logo ali. Terminam muito depois, quando volta a necessidade de um abraço.

Levo sempre a carência do abraço a sério e sempre que lhe correspondo é como desatar um nó, muito apertado, para depois sentir a vida a seguir o seu rumo natural. 

Sou dos abraços. Dos grandes. Dos demorados. Dos que me fazem sentir mais feliz. Dos que me melhoram. Dos que dão pano para mangas. Dos que me acrescentam.

20 comentários

Comentar post